Protesto de servidor promete reunir ao menos 46 categorias

Cálculo inclui funcionários públicos dos três Poderes, destaca o Valor

Pelo menos 46 categorias de servidores públicos ligadas aos três Poderes já optaram por aderir aos protestos da próxima terça-feira, como forma de pressionar por reajustes salariais. Somente no caso do Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), 19 entidades de categorias do Executivo tinham decidido até ontem participar do

Pelo menos 46 categorias de servidores públicos ligadas aos três Poderes já optaram por aderir aos protestos da próxima terça-feira, como forma de pressionar por reajustes salariais. Somente no caso do Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), 19 entidades de categorias do Executivo tinham decidido até ontem participar do movimento.

As manifestações dos servidores são fruto do fato de o presidente Jair Bolsonaro ter sinalizado reajustar somente o salário das forças policiais. O Ministério da Economia é contra os reajustes, porque não há espaço no orçamento para a medida.

“A pauta principal é a reposição salarial, uma reposição linear”, disse o presidente da Fonacate, Rudinei Marques. O cálculo da entidade é que os salários dos servidores tiveram perda de aproximadamente 27% nos últimos anos.

Outras categorias ligadas ao Fonacate realizarão assembleias até o fim da semana para decidir se farão parte da paralisação.

Leia na íntegra: Valor Econômico

Compartilhar