Victor Godoy Veiga é nomeado para ocupar o Ministério da Educação interinamente

Milton Ribeiro entregou o cargo após polêmicas envolvendo pastores que não possuem ligação com o MEC

Com a saída de Milton Ribeiro, o Ministério da Educação será comandado interinamente por Victor Godoy Veiga. O decreto foi assinado na terça-feira (29) e publicado no “Diário Oficial da União (DOU)” nesta quarta (30) .

Victor Godoy era secretário executivo do MEC desde julho de 2020, mesmo período em que  Milton Ribeiro assumiu o comando do órgão. Godoy é o quinto nome a ocupar o cargo no governo Bolsonaro.

Milton Ribeiro deixou o ministério após polêmica envolvendo o repasse de verbas da pasta a municípios escolhidos por dois pastores sem ligação com o ministério.

Antes de ser convidado para assumir a secretaria-executiva do MEC, Godoy Veiga fez carreira como auditor federal de finanças e controle da Controladoria-Geral da União (CGU), onde trabalhou de 2004 a 2020.

Na CGU, Godoy atuou como auditor federal, chefe de divisão, coordenador-geral e diretor-substituto de auditoria e diretor de auditoria da área social e de acordos de leniência.

Leia na íntegra: G1

Compartilhar