Para defender os direitos dos docentes precisamos unificar o movimento docente

Mauro Titton

Os professores do Departamento de Metodologia de Ensino sindicalizados na Apufsc, reunidos nos dias 25 de fevereiro e 18 de março, discutiram a situação do movimento docente na Apufsc e na UFSC e diante da importante discussão impulsionada pelo Conselho de Representantes e pela Diretoria compreendem que no atual momento, frente à magnitude dos ataques aos nossos direitos e aos cortes profundos no orçamento da Universidade, precisamos do máximo de unidade dos docentes federais em nível nacional.

Por isso, compreendem que a decisão que mais pode nos fortalecer é a unificação da Apufsc com o ANDES-Sindicato Nacional, pois reconhecemos a necessidade dos professores da UFSC poderem ser representados nas discussões nacionais e nas negociações com o Governo Federal, pois a decisão do STF de que a Apufsc não pode negociar nossos interesses nos enfraquece (RECURSO ORD. EM  MANDADO DE SEGURANÇA 31.587 DISTRITO FEDERAL). Compreendemos que são importantes pontos de reinvindicação:

– derrotar a reforma da previdência, que se aprovada atingirá os que ainda não se aposentaram e os que já estão aposentados e provocará graves perdas salariais, com piora das condições de vida;

– reestruturar a carreira, permitindo ao docente previsibilidade em seu desenvolvimento e remuneração, para que possam organizar sua vida laboral;

– defender a dignidade e o salário dos aposentados, lutando para reverter as imensas perdas salarias daqueles que se aposentaram antes da criação das classes D (associados) e E (titular), reposicionando-os em posição relativa ao topo da carreira no momento da aposentaria

– defender a recomposição e expansão do orçamento das Universidades, para garantir condições plenas de trabalho para o desenvolvimento das atividades de ensino, pesquisa e extensão

Pensamos que a situação atual de divisão do movimento docente em diferentes sindicatos não nos fortalece. A Apufsc teve uma trajetória e um papel muito importantes para a organização dos docentes em âmbito nacional, sendo uma das entidades que criaram o ANDES-SN, e pode retomar suas atividades na defesa dos direitos dos professores e da Universidade Pública, somando forças com os docentes de todo o país. E avaliamos que a defesa das pautas que são nossas estão representadas pelo ANDES-SN.

Somar forças neste momento é essencial. Por isso, dentre as alternativas apresentadas, consideramos que a melhor opção é unificar a Apufsc ao ANDES-Sindicato Nacional.

MEN- CED

Compartilhar