UFSC pede que estudantes não utilizem Restaurante Universitário durante o recesso

Segundo direção, o contingenciamento põe em risco o funcionamento do RU no segundo semestre

A direção do Restaurante Universitário da UFSC emitiu ontem, 10, uma nota dizendo que o atendimento dos restaurantes no campus Florianópolis e no Centro de Ciências Agrárias (CCA) durante o recesso escolar será preferencial para estudantes de baixa renda, e pedindo que os demais alunos não utilizem o RU nesse período.

Os restaurantes do campus central e do CCA são os únicos que permanecerão abertos durante o recesso, que começa no dia 13 de julho e vai até o dia 2 de agosto. Não haverá funcionamento nos demais campi, onde as unidades são terceirizadas.

 A diretora do restuarante, Maria das Graças Martins, disse que a medida é necessária para garantir o funcionamento no segundo semestre, tendo em vista o contingenciamento de verbas para as universidades. “Estamos tentando de tudo, mas ou a gente se remodela agora ou a gente fecha.”

Em relação à orientação para que estudantes não-isentos evitem utilizar o RU, a diretora disse que “vai da consciência de cada um. Se precisarmos servir 10 mil refeições em julho, vamos servir, mas não sabemos como vai ser no segundo semestre”.

O RU central fornece cerca de 8 mil refeições por dia pelo preço de R$ 1,50 por aluno nos meses letivos. Em julho, a média é de 2 mil pessoas. O restaurante não funciona nas férias de verão, de janeiro a março.

Leia a nota: UFSC


V.L./L.L.

Compartilhar