Reforma da Previdência avança no Senado

Relatório foi aprovado na CCJ e precisa passar por duas votações no plenário 

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira (4), o relatório do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) sobre a reforma da Previdência. Esse é o primeiro teste do texto da reforma no Senado.  A Comissão ainda avaliará os destaques ao texto. Depois, a proposta precisará ter o aval de ao menos 49 dos 81 senadores no plenário da Casa, em dois turnos de votação.

O texto aprovado pela Câmara garantia uma economia de R$ 933,5 bilhões em dez anos, segundo o Ministério da Economia. Mas o relator, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), fez mudanças que reduziram o impacto para R$ 870 milhões. 

A principal alteração é a revinculação de todas as pensões por morte ao valor do salário mínimo (hoje em R$ 998).  

Leia Mais: Estadão 

Compartilhar