UFSC alerta para falsas informações sobre laudos relativos ao Coronavírus

Universidade está encaminhando os casos de notícias falsas à Polícia Federal e ao Ministério Público para que os responsáveis pela divulgação sejam identificados

Em razão de informações que têm sido divulgadas, atribuindo ao Laboratório de Virologia Aplicada, do Departamento de Microbiologia Imunologia e Parasitologia, do Centro de Ciências Biológicas (CCB), da Universidade Federal de Santa Catarina, a emissão de laudos que atestam a eficiência de produtos no combate ao Coronavírus, a UFSC informa que:

1. O Laboratório não utiliza amostras de Coronavírus na realização de suas atividades, razão pela qual em nenhum momento divulgou qualquer resultado quanto a produtos/equipamentos que tenham comprovada eficácia para eliminar o Sars-Cov-2 ;

2. Em um dos casos, relativos a uma máscara com um “tecido tecnológico” que teria eficácia comprovada, o laudo que tem sido utilizado como atestado pela UFSC, é produto de grosseira falsificação, feita sob documento original, emitido pelo Laboratório de Virologia Aplicada a pedido de empresa, sem qualquer relação com o Coronavírus;

3. No outro caso, divulgado em veículo de circulação nacional, a afirmação de que “Gerador de ozônio elimina 99,9% de coronavírus em ambientes, avalia UFSC” não encontra respaldo em nenhum laudo, uma vez que, como dito no item 1, o Laboratório não utiliza o Coronavírus para os testes e, portanto, nunca emitiu qualquer documento técnico com tal afirmação.

Além do presente esclarecimento, a bem da saúde pública e da verdade dos fatos, a UFSC está encaminhando todos os documentos relativos aos dois casos à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal, a fim de que sejam realizadas rigorosas investigações e identificados os responsáveis pela difusão de notícias falsas, que utilizam indevidamente a competência e seriedade de nossas(os) pesquisadoras(es) e da Instituição.

Florianópolis. 13 de abril de 2020.

Notícias UFSC

Compartilhar