São Paulo anuncia testes com alunos da rede municipal para decidir volta às aulas

Prefeitura realizará testes sorológicos com 6 mil estudantes. Decisão sobre retorno das aulas presenciais será apresentada após o dia 20

A Prefeitura de São Paulo anunciou que começa, nesta quarta-feira, 5, um período de testagem com estudantes da rede municipal para que possa, a partir do dia 20 de agosto, avaliar as condições para um possível retorno às aulas. A primeira fase do teste sorológico será feita com 6 mil alunos. Até o final, a expectativa da gestão de Bruno Covas é testar 24 mil crianças e adolescentes.

“Acreditamos que com duas fases do inquérito (sorológico) já é possível dimensionar o grau de imunidade que essa faixa etária (de 4 a 14 anos) e que os alunos da rede municipal têm na cidade, então possivelmente a gente possa ter até 20 de agosto um resultado bastante amplo dessa coleta”, declarou o secretário de Saúde, Edson Aparecido dos Santos.

“A saída das crianças para a escola pode eventualmente, por contaminação assintomática, levar o vírus para dentro de casa. Então não são só as crianças que poderão ser afetadas, mas todas as famílias envolvidas nesse processo”, acrescentou Santos.

A pasta explicou que, a primeira fase do teste será feita com 2 mil crianças da pré-escola, 2 mil do ensino fundamental da primeira à quinta série, e mais 2 mil alunos da sexta à nona série.

“Nós sorteamos essas 6.000 crianças. Começamos a coletar os testes hoje à tarde, serão coletados hoje e amanhã. Os dados constarão, primeiro, de uma pesquisa que faremos a respeito dos sintomas dessas crianças e a coleta de testes, cujo resultados são sigilosos”, disse o secretário.

“Em 72 horas teremos o resultado dessa primeira etapa, que é fundamental para que a gente possa medir a extensão da imunidade nas crianças na rede municipal de ensino aqui na capital”, concluiu Santos.

Leia na íntegra: Carta Capital

Compartilhar