Após reclamação do DCE, UnB anuncia parceria com MEC para 2,7 mil chips

Estudantes cobraram apoio do governo federal na retomada das aulas na universidade, especialmente para os alunos mais carentes

Após denuncia do Diretório Central dos Estudantes (DCE) sobre dificuldades para a retomada das aulas no modelo on-line, a Universidade de Brasília (UnB) anunciou parceria com o Ministério da Educação (MEC) para a oferta de 2700 chips para acesso à internet.

Na segunda-feira, 24, o DCE divulgou nota cobrando do MEC apoio à UnB na volta das aulas a distância, especialmente para os estudantes carentes sem conexão com a web.

O MEC vai disponibilizar conexão para internet para faculdades a partir de parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, além da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP). O edital foi lançado na última sexta-feira, 21.

“A UnB está preparando o termo de adesão à iniciativa. Em seguida, vai selecionar os estudantes que receberão esse reforço. Estão previstos cerca de 2.700 chips para a universidade, a depender da demanda”, informou a UnB.

Editais

A UnB lançou dois editais de inclusão digital, que previam auxílio para a compra de computador e de chips de acesso à internet. Segundo a universidade, mais de 3 mil estudantes foram contemplados.

Desse total, 84 alunos receberam máquinas doadas ou emprestadas, que passaram por revisão técnica antes de serem entregues. A UnB ainda está finalizando o repasse dos auxílios.

Por outro lado, a Diretoria de Desenvolvimento Social do Decanato de Assuntos Comunitários informou não ter recebido, até o momento, reclamações sobre a qualidade do acesso à internet.

Leia na íntegra: Metrópoles

Compartilhar