USP e Unicamp preveem manter ensino a distância em parte dos cursos após pandemia

Tempo de aulas teóricas poderia ser usado para debates e atividades práticas, dizem pró-reitores à Folha

Implantado às pressas em razão da pandemia de coronavírus, o ensino a distância (EAD) deve continuar a ser usado para parte dos conteúdos de graduação mesmo quando as aulas presenciais voltarem, avaliam os responsáveis pela área na USP (Universidade de São Paulo) e na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

As atividades presenciais nas duas universidades estão suspensas desde março do ano passado, e não há previsão de volta por enquanto.

Pró-reitor de Graduação na USP, Edmund Baracat afirma que a pandemia do coronavírus mostrou que o ensino remoto pode ser útil para determinados conteúdos, deixando o tempo de aulas no campus para atividades que requeiram maior interação entre alunos e deles com os docentes.

Leia na íntegra: Folha de S. Paulo

Compartilhar