Lira defende reforma administrativa e discute com servidor: “Inimigo do povo”

Presidente da Câmara foi questionado sobre a “PEC da rachadinha”, como servidores referem-se à reforma, destaca o Poder 360

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), discutiu com servidores públicos ao ser questionado sobre a tramitação da PEC (proposta de emenda à Constituição) 32/20, da reforma administrativa. Lira defendeu o projeto, e disse serem “mentirosas” as afirmações sobre o impacto da medida nos atuais funcionários públicos.

Um servidor chamou o presidente de “inimigo do povo”. Outra, perguntou a Lira se ele é a favor da “PEC da rachadinha”. O apelido foi dado à reforma por entidades do funcionalismo público, por entenderem que o projeto abre margem para casos de corrupção por supostamente facilitar o preenchimento de cargos públicos com apadrinhados políticos. Os 2 servidores estavam acompanhando uma entrevista do deputado a jornalistas.

“A PEC não mexe em nenhum direito adquirido de nenhum funcionário”, disse Lira. “Nós apenas defendemos que o Estado tenha condição de fazer um Estado mais leve, mais amplo, mais moderno, sem os pesos que hoje carregam. E não estamos atrás de penalizar nenhum funcionário público”.

Leia na íntegra: Poder 360

Compartilhar