Reforma Administrativa tem chances médias na Câmara e baixas no Senado

Parlamentares ainda resistem a aprovar a reforma administrativa, destaca o Congresso em Foco

Polêmica e criticada pela maioria das organizações ligadas ao funcionalismo público, a Proposta de Emenda à Constituição 32/20, da reforma administrativa, passou com alguma dificuldade na comissão especial e agora aguarda sua análise pelo plenário da Câmara. E novamente, o texto deve ter novas dificuldades pelo caminho. É o que revela a última rodada do Painel do Poder, pesquisa trimestral que o Congresso em Foco Análise faz com 70 dos principais líderes da Câmara e do Senado.

O levantamento mostra que há chances medianas de aprovação da reforma administrativa na Câmara. Mas baixas no Senado. Na verdade, reforçando uma impressão que já se tem de que hoje o Senado tem sido uma casa bem mais difícil para a aprovação dos temas de interesse do governo federal.

No geral, a reforma administrativa recebeu dos parlamentares a nota 2,5 em concordância. A escala utilizada, de 1 a 5, assume a nota 1 como baixíssima concordância com a proposta e 5 como muito alta. Importante ressaltar que na mesma escala a média teórica é 3. Então 2,5 situa a reforma administrativa em um ponto pouco abaixo da média.

Leia na íntegra: Congresso em Foco

Compartilhar