Um de cada cinco professores negros diz já ter sofrido racismo na escola

Resultado faz parte de pesquisa do Datafolha sobre preconceito nas escolas de São Paulo, afirma a Folha

Nem a escola está imune ao racismo em uma sociedade racista. Uma pesquisa do Datafolha sobre preconceito no ambiente educacional encomendada pela Associação Mulheres Pela Paz mostrou que ao menos um em cada cinco professores negros da rede pública paulista diz já ter sofrido discriminação racial.

O levantamento ouviu 285 docentes de ensino fundamental de 15 municípios do estado entre os dias 26 de julho e 18 de agosto.

As entrevistas foram feitas por telefone ou videochamada a partir de lista de contatos fornecida pela associação em parceria com a Apeoesp, o sindicato de professores das escolas estaduais de São Paulo.

A margem de erro é de seis pontos percentuais para mais ou para menos no caso do total da amostra e de dez para o conjunto de educadores que se declaram pretos ou pardos.

Leia na íntegra: Folha de S. Paulo

Compartilhar