Em SC, Ministro da Educação anuncia política de recuperação da aprendizagem

Sem detalhar o plano, Victor Godoy disse se tratar de um “projeto bastante audacioso para preparar estudantes para ingressar no ensino superior”; MEC vem sendo criticado pela falta de apoio para garantir aprendizagem durante a pandemia, afirma o Estadão

O ministro da Educação, Victor Godoy, disse nesta quinta-feira, dia 5, que será lançada ainda este mês uma política nacional de recuperação das aprendizagens. O Ministério da Educação (MEC) vem sendo criticado pela falta de apoio às redes de ensino para garantir a aprendizagem dos estudantes durante a pandemia.

Na quarentena imposta pela pandemia para reduzir a transmissão da covid-19, escolas em todo o País foram fechadas. Parte dos alunos não teve acesso às classes remotas e houve prejuízo à aprendizagem em várias etapas. 

O MEC, à época sob o comando do pastor Milton Ribeiro, vetou um projeto para garantir conectividade nas escolas. Especialistas e gestores afirmam que houve omissão do ministério para resolver a crise educacional.

Segundo Godoy, o cenário exigirá “esforço adicional” para superar os desafios. Ele afirmou que a política terá três frentes: além da recuperação das aprendizagens, o combate à evasão e o incentivo à inovação e tecnologia. 

O ministro não detalhou o plano, mas disse se tratar de um “projeto bastante audacioso, para preparar estudantes de hoje para ingressar no ensino superior no futuro”. O anúncio foi feito na abertura do Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular (CBESP), realizado em Florianópolis.

Leia na íntegra: Estadão

Compartilhar