Corredor exclusivo para ônibus na UFSC recebe novas melhorias e testes de operação a partir desta segunda-feira

Um abrigo no novo ponto de ônibus está sendo implantado pela prefeitura de Florianópolis

Após as primeiras duas semanas do início da implantação de um corredor exclusivo para a linha de ônibus UFSC Semidireto, a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) receberá nova rodada de melhorias de sinalização das vias e operação do controle de acesso dentro do Campus Reitor João David Ferreira Lima (Trindade). As ações já realizadas desde 25 de abril fazem parte de uma Fase Experimental, planejada em conjunto com a Secretaria de Mobilidade e Planejamento Urbano de Florianópolis (SMPU/PMF), e já conta com sinalização de ciclofaixas e faixas de pedestres implementadas junto com as alterações de trânsito. Segundo a Prefeitura Municipal, as mudanças resultaram em um trajeto mais ágil para os usuários do transporte coletivo.

A partir desta terça-feira, 10 de maio, o trecho de via que conecta a Rua Roberto Sampaio Gonzaga à Rua Andrey Cristian Ferreira, na Praça da Cidadania, receberá melhorias quanto à sinalização horizontal e vertical com a inclusão de áreas para pedestres e trechos mais delimitados aos ônibus. Além disso, a partir de terça-feira o controle de acesso deixará de ser operado pelos trabalhadores da Secretaria de Segurança Institucional (SSI), sendo feito por meio de atuação de agentes da Guarda Municipal, agindo conforme a sinalização e o Código de Trânsito Brasileiro (CBT).

“São mudanças já esperadas, uma vez que a comunidade teve contato com essa nova configuração durante duas semanas. Acreditamos que o bom senso deverá prevalecer, pois neste momento todos já sabem que a circulação em determinados espaços é restrita ao UFSC Semidireto. Áreas de embarque e desembarque, e locais onde é proibido estacionar estão sinalizadas. Remover a presença física da vigilância nos possibilitará verificar o grau de adesão ao impedimento de circulação e estacionamento de veículos e, especialmente, de respeito às ações voltadas aos modais de transporte coletivo, ciclovias e valorização do pedestre,” explica o chefe de Gabinete da Reitoria, Áureo Moraes. 

O trânsito na área central do campus permanecerá exclusivo aos pedestres, ciclistas e ônibus da linha 185 – UFSC Semidireto, sem possibilidade de circulação ou estacionamento de veículos de passeio. Carros que estiverem estacionados em local proibido ou que forem flagrados circulando nas áreas restritas a ônibus serão notificados. A fiscalização ficará por conta da Guarda Municipal de Florianópolis (GMF). 

As mudanças previstas nesta etapa quanto à sinalização da área foram estabelecidas conjuntamente entre o Departamento de Projetos de Arquitetura e Engenharia (DPAE/Seoma/UFSC) e a Secretaria de Mobilidade e Planejamento Urbano (SMPU/PMF). Os espaços contarão com intervenções de traffic calming como áreas +Pedestres (programa municipal para espaços públicos), novas faixas de pedestres e redução ou delimitação da faixa de circulação exclusiva de ônibus. Conforme informações do Município, as intervenções de sinalização serão executadas nesta segunda-feira, dia 9, à noite.

Além disso, um abrigo no novo ponto de ônibus está sendo implantado pelo município, visando dar mais conforto aos usuários nesta fase da operação. Ações pontuais corretivas como podas, desobstrução de drenagem e iluminação já estão sendo executadas pela Prefeitura Municipal de Florianópolis (PMF).

Novas etapas

As mudanças no trânsito e estacionamento no campus da UFSC na Trindade começaram em 25 de abril. As primeiras alterações foram na Rua Roberto Sampaio Gonzaga, no sentido Trindade, e Eng. Agr. Andrei Cristian Ferreira, no sentido Pantanal. O objeto da parceria entre UFSC e Município contará ainda com intervenções voltadas à melhoria da mobilidade urbana na Rua Eng. Agr. Andrei Cristian Ferreira, no sentido Carvoeira, próximo ao Centro de Ciências da Educação (CED) e Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH), onde também estão sendo estudadas a redução das vagas de estacionamento, pintura de ciclofaixa, faixas de pedestres e vagas prioritárias. 

As alterações nesse local dependem de um recapeamento asfáltico, que será feito antes da pintura e sinalização da via. 

Consolidação 

Todas as intervenções que estão sendo realizadas no sistema viário interno da UFSC são pauta de avaliações contínuas por parte da Universidade e do município. Segundo o DPAE, a perenidade das intervenções depende do adequado e seguro funcionamento da proposta no cotidiano da Universidade. As adequações são avaliadas à medida que a Fase Experimental segue em andamento, o que deve durar até o final de maio.

A coordenadora de Planejamento do Espaço Físico da UFSC, engenheira Carolina Cannella Peña, salienta que “a priorização dos pedestres e ciclistas, baixas velocidades, respeito às áreas de proibido estacionar e de embarque e desembarque são ações que devem balizar o dia a dia de toda a comunidade universitária. Mudanças não são fáceis, e o início da Fase Experimental teve o adicional das fortes chuvas que não contribuíram para a fluidez das atividades previstas na etapa. Entretanto, devemos dirigir nossas energias à continuidade de ações que sejam voltadas ao alcance da mobilidade urbana sustentável na UFSC,” destaca.

Fonte: Notícias da UFSC

Compartilhar