Apufsc realiza diálogo sobre cortes nos recursos da universidade

Evento teve a presença do deputado federal Pedro Uczai (PT), membro da Comissão de Educação na Câmara Federal, além de Sintufsc, DCE e APG. Nomeação da Reitoria, PEC 206 e outros assuntos também estiveram na pauta

Nesta quinta-feira, dia 2, a Apufsc-Sindical promoveu uma conversa com o deputado federal Pedro Uczai (PT), membro da Comissão de Educação na Câmara Federal, sobre cortes de verbas e o futuro das universidades federais. O evento aconteceu na sede do sindicato no campus de Florianópolis. Além dos professores, participaram da conversa representantes do Sindicato de Trabalhadores em Educação das Instituições Públicas de Ensino Superior do Estado de Santa Catarina (Sintufsc), Diretório Central dos Estudantes (DCE) e Associação de Pós-Graduandos (APG).

Para introduzir o debate, o presidente da Apufsc, professor Bebeto Marques, mostrou dados sobre a redução do orçamento da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) nos últimos anos. A verba de capital foi reduzida de R$ 56 milhões em 2015 para R$ 7 milhões em 2021, e a verba de custeio foi de R$ 150 milhões em 2016 para R$ 109 milhões em 2021. Essas informações foram apresentadas pelo secretário de Planejamento e Orçamento da UFSC, Fernando Richartz, na última terça-feira, dia 31 de maio, em sessão do Conselho Universitário (CUn).

Em seguida, o deputado Pedro Uczai falou sobre a atual situação da educação pública no Brasil. Além do bloqueio orçamentário, foi discutida a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 206 para cobrança de mensalidades nas universidades públicas. O deputado destacou a importância da Educação, Ciência e Tecnologia para o desenvolvimento do país e a participação dos professores, técnicos-administrativos e estudantes no debate público.

“Este ano, estádio de futebol não tem arquibancada, não tem banco de reserva. Só tem titular. Ou seja, ou entramos em campo, ou não tem condições políticas de imaginar, nos próximos quatro anos, a barbárie. Nesse momento, nós estamos discutindo civilização e barbárie, democracia e autoritarismo. Olhem o momento histórico que estamos colocados. Não cabe a ninguém o banco de reserva”, defendeu o deputado.

Durante a conversa com os professores, Pedro Uczai respondeu perguntas sobre políticas para a educação. Entre os assuntos debatidos, estava a questão de como reverter o bloqueio R$ 3,23 bilhões do orçamento do Ministério da Educação (MEC). O deputado defendeu a mobilização e divulgação de informações sobre como os cortes prejudicam o funcionamento das universidades públicas e importância que elas têm para a sociedade.

Além desse tema, os professores também trouxeram questões sobre o orçamento para a educação em 2023, o Projeto de Lei Complementar 235 que institui o Sistema Nacional de Educação (SNE) e as propostas de governo dos candidatos à presidência nas eleições deste ano. Por fim, o presidente da Apufsc, Bebeto Marques, defendeu a importância da criação de uma frente parlamentar em defesa das universidades públicas.

Nomeação da nova Reitoria da UFSC

Com a presença de Joana Célia dos Passos, professora eleita vice-reitora da UFSC, o deputado federal Pedro Uczai aproveitou para comentar sobre a situação da nomeação da nova Reitoria. Joana e Irineu Manoel de Souza formaram a chapa Universidade Presente, vencedora na consulta informal à comunidade acadêmica para Reitoria, promovida pela Comeleufsc. Os dois também foram os mais votados no Conselho Universitário da UFSC para composição da lista tríplice enviada ao MEC.

“A decisão da comunidade acadêmica tem todas as condições de ser nomeada”, afirmou o deputado. Ele também destacou que a Comissão de Educação da Câmara dos Deputados aprovou uma moção de apoio à chapa eleita para Reitoria da UFSC. Já na bancada catarinense, 12 deputados assinaram manifestação em apoio à nomeação.

Imprensa Apufsc

Compartilhar