Aliados de Bolsonaro reclamam que Weintraub tenta adotar estilo do presidente

Em sua coluna na Folha de São Paulo, Mônica Bergamo destaca que o presidente está sendo pressionado a “enquadrar” o ministro da Educação

Jair Bolsonaro está sofrendo pressão para enquadrar o ministro da Educação, Abraham Weintraub. Parlamentares aliados já reclamaram dele e até integrantes da equipe de governo acreditam que o ministro cria conflitos e ruídos desnecessários tentando adotar o estilo do presidente da República

Bolsonaro, até agora, tem demonstrado apreço por Weintraub nas conversas com outros interlocutores. Não chega a defender as postagens do ministro nas redes sociais — mas elogia o desempenho dele em algumas áreas.

Uma medida de Bolsonaro, no entanto, surpreendeu até mesmo as pessoas mais próximas: a transferência da Secretaria da Cultura, que estava na pasta da Cidadania, para o ministério do Turismo —e não para o da Educação, como estava previsto.

A leitura é que o presidente não queria ideologizar ainda mais a área nem entrar em novos embates com o mundo artístico — o que fatalmente ocorreria se Weintraub comandasse a secretaria.

Mônica Bergamo/Folha de São Paulo

Compartilhar