Frente da Educação monta estratégia para adiar revisão da Lei de Cotas

Relatório final pedirá adiamento da revisão da Lei de Cotas, mas não deve endossar a proposta do PT para postergar o debate por 50 anos, aponta o Metrópoles

Um acordo costurado pela Frente Parlamentar da Educação deve descartar a proposta do PT para postergar a revisão da Lei de Cotas por 50 anos.

O relatório do projeto de lei será apresentado pelo deputado Bira do Pindaré, do PSB do Maranhão. Ele foi escolhido pela Frente da Educação para encabeçar a formulação do texto.

Bira do Pindaré defenderá o adiamento da revisão da Lei de Cotas no relatório, mas o prazo de 50 anos apresentado pelo PT é considerado irreal pelos deputados. Segundo os parlamentares que participam da discussão sobre o tema, a manutenção do prazo dificultaria a aprovação do texto no plenário.

Leia na íntegra: Metrópoles

Compartilhar