BC propõe reajuste de 22% a servidores e recua da proposta no mesmo dia

Autoridade monetária alega supostas inconsistências na proposta, apresentada em MP, para desistir de sugestão de correção salarial muito acima da negociada pelo governo, de 5%, informa O Globo

O Banco Central (BC) retirou ainda nesta quinta-feira, dia 12, a minuta de Medida Provisória que havia enviada neste mesmo dia para o Ministério da Economia prevendo reajuste salarial de 22%, além da reestruturação das carreiras, o que atenderia algumas reivindicações dos servidores em greve. A remuneração inicial de um técnico do BC é de R$ 7,5 mil e de um analista, de R$ 19,2 mil.

Segundo a minuta, os pagamentos sairiam com o novo valor a partir de junho. Já a reestruturação da carreira envolve a exigência de ensino superior para o cargo de técnico e a alteração de nomenclatura para o cargo de analista, que se tornaria auditor. A informação foi publicada pelo Estado de S. Paulo e confirmada pelo Globo.

Em nota, o BC alegou que havia “inconsistências” no texto da minuta da MP e por isso fez a retirada do Sistema de Geração e Tramitação de Documentos Oficiais do Governo Federal (Sidof). Questionada, a autoridade monetária ainda não respondeu se reenviará a proposta.

Leia a notícia completa: O Globo

Compartilhar