Bolsonaro recebe pressão do Congresso para nomear Irineu de Souza reitor da UFSC

São pelo menos três moções enviadas pelo Congresso, conforme a colunista Dagmara Spautz, do NSC Total

Iniciativas que partem da Câmara dos Deputados pedem que o presidente Jair Bolsonaro (PL) considere o processo democrático nas eleições para reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), e corrobore a escolha do professor Irineu de Souza para reitor, e da professora Joana Passos como vice-reitora. A lista tríplice foi enviada no início de maio para Bolsonaro.

São pelo menos três moções enviadas pelo Congresso, mobilizadas por iniciativa do deputado federal Pedro Uczai (PT). A primeira delas é da Comissão de Legislação Participativa, presidida pelo deputado. O texto reconhece que a lista tríplice é de livre escolha do presidente da República, mas diz que a confirmação dos nomes escolhidos pela comunidade acadêmica está de acordo com a autonomia universitária.

Os mesmos argumentos estão na moção enviada pela Comissão de Educação. O documento é assinado pelo presidente da Comissão, deputado Kim Kataguiri (União Brasil), e diz que o requerimento, proposto pelo deputado Pedro Uczai, foi aprovado pelos membros do grupo.

A terceira moção é do fórum parlamentar catarinense, e leva a assinatura da maioria dos deputados e senadores de SC. O texto especifica a votação da chapa vencedora na consulta à comunidade acadêmica e diz que os parlamentares prezam pela democracia e pela autonomia universitária.

O mandato do reitor Ubaldo Balthazar termina em um mês, no dia 4 de julho.

Fonte: NSC Total

Compartilhar