Estado define plano mas não estabelece data para vacinação de professores

Cadastramento dos profissionais de educação de Santa Catarina deverá começar no dia 26 de abril

O governo do Estado apresentou um plano de vacinação para profissionais de educação de Santa Catarina, mas ainda não estabeleceu uma data para o início das imunizações. De acordo com a Secretaria de Estado da Educação, como parte do planejamento, a partir do dia 26 de abril deverá ser aberto um cadastro desses profissionais em âmbito municipal.

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE/SC) ressalta que esse planejamento, escalonamento e coleta de informações facilita o processo de vacinação e informa que segue o Plano Estadual de Vacinação. Mas, de acordo com a Dive, é aguardada a inclusão desse grupo de profissionais por parte do Ministério da Saúde e a chegada de doses para iniciar a vacinação o que, no momento, ainda não tem previsão de ocorrer.

A proposta do plano de vacinação concluído nesta semana considera a existência de áreas de atuação que estão mais expostas ao contágio pela Covid-19 devido à dificuldade da utilização de máscaras e à prática do distanciamento social, como as turmas de Educação Infantil.

O plano considera a maior vulnerabilidade dos profissionais que estão atuando nas modalidades de ensino presencial ou mista. Por isso esses trabalhadores integram o primeiro grupo de vacinação.

O planejamento foi apresentado na última terça-feira (20) pela Secretaria de Estado da Educação e integrantes do Comitê Estratégico de retomada das aulas presenciais, um grupo intersetorial formado por 14 entidades. Participaram das reuniões representantes da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), da Federação Catarinense dos Municípios (Fecam), da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime-SC), Sindicato das Escolas Particulares de Santa Catarina (Sinepe), Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina (Sinte), Federação dos Trabalhadores Municipais de Santa Catarina (Fetram) e Federação dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino de Santa Catarina (Feteesc).

Confira a ordem de vacinação estabelecida pelo plano:

1º grupo – Profissionais que atuam no atendimento presencial

● Educação Infantil (professores e auxiliares);
● Educação Especial;
● Equipe técnica, administrativa e pedagógica (Gestão, limpeza, alimentação, orientadores de convivência);
● Ensino Fundamental (professor, segundo professor, auxiliares, intérpretes de Libras);
● Ensino Médio (professor, segundo professor, auxiliares, intérpretes de Libras);
● Ensino Superior.

2º grupo – Profissionais que atuam em Atividade Remota

(A ordem seguirá as etapas de ensino da vacinação do 1º grupo)

● Profissionais que são do Grupo de Risco para a COVID;
● Profissionais que atuam em atividade remota, EAD ou similares.

Cadastramento dos profissionais

Para organizar a vacinação, o comitê desenvolveu um formulário para a coleta dos dados dos profissionais que atuam nas instituições das diversas etapas de ensino. O arquivo será disponibilizado para o setor responsável em âmbito municipal e a estimativa é que o cadastramento inicie a partir de 26 de abril, sendo concluído em alguns dias para seguir o planejamento das ações. De acordo com a Secretaria de Estado da Educação são, portanto, as prefeituras que ficarão a cargo do cadastro, provavelmente por meio das equipes de vigilância sanitária municipal.

Após a coleta, a equipe responsável deve organizar as respostas contemplando a sequência estabelecida pelo Plano, encaminhando a quantidade total de cada grupo, por meio de um formulário próprio. Uma cópia da listagem final dos trabalhadores da educação aptos ao recebimento de vacinas deverá ser encaminhada às equipes de vacinadores do município.

Com informações da Secretaria de Estado da Educação

Compartilhar