Opinião: Brasil corre risco de apagão de dados na educação

Em artigo de opinião publicado na Folha, parlamentares Israel Batista (PV-DF), Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO) e Marcelo Castro (MDB-PI) fazem alerta sob ameaças nas avaliações, como o Saeb, que fomentam a construção de políticas públicas para a educação

Confira trecho de artigo de opinião publicado pela Folha de S. Paulo:

“Nas últimas décadas, o Brasil criou uma tradição sólida de monitoramento de suas políticas educacionais, com um conjunto de avaliações de larga escala como o Sistema de Avaliação de Educação Básica (Saeb) e o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que atravessaram governos, de distintas orientações, por serem políticas de Estado. Essas avaliações são elementos fundamentais para a construção de políticas públicas para a educação, baseadas no nível de aprendizagem de crianças e jovens no Brasil. Porém, estão seriamente ameaçadas de desaparecerem no atual governo.

Observamos em curso no Ministério da Educação um movimento de enfraquecimento da pauta da avaliação e dos dados educacionais, que poderá representar um enorme retrocesso nas políticas educacionais brasileiras. O grupo de trabalho destinado a discutir a revisão do Ideb, com participação de gestores e especialistas, foi dissolvido, e o Saeb 2021, fundamental para mensurar o impacto da pandemia da Covid-19 na aprendizagem e no progresso escolar dos alunos, está sob risco de ser cancelado. Além disso, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) tem sido enfraquecido institucionalmente, com esvaziamento de suas atribuições e afastamento do processo decisório em temas de sua competência.”

Leia na íntegra: Folha de S. Paulo

Compartilhar