Após ficar fora do ar, CNPq diz que plataforma Lattes está novamente acessível

Em nota divulgada neste domingo (8), CNPq informou que está restabelecido o acesso à plataforma. Na sexta-feira (6), o presidente do órgão, Evaldo Vilela, havia informado que as informações foram todas preservadas, destaca o G1

O CNPq informou neste domingo (8) que o acesso à Plataforma Lattes foi restabelecido, após ficar 15 dias fora do ar. A plataforma reúne sistemas onde cientistas, professores e pesquisadores do Brasil devem registrar seus currículos para conseguirem bolsas de pesquisa, vagas em universidades e participarem de editais e concursos.

“Esse restabelecimento inclui a possibilidade de atualização dos currículos e de cadastro de novos usuários”, informou o CNPq, por meio de nota. O órgão acrescentou que foi restaurado, também, o serviço de extração do Lattes, que permite, a mais de 300 instituições de ensino e pesquisa, a extração dos currículos de seus pesquisadores, docentes e discentes.

Prioridade absoluta

Na sexta-feira (6), o presidente do órgão, Evaldo Vilela, disse que o restabelecimento da plataforma era uma prioridade absoluta do CNPq. Ele assegurou que nenhuma informação foi perdida durante o tempo em que o sistema ficou fora do ar.

Ainda de acordo com o presidente do CNPq, o problema aconteceu em um equipamento antigo, durante um processo de migração para storages novos, que foram adquiridos no final do ano e entregues no primeiro semestre.

Leia na íntegra: G1

Compartilhar