Conselho de Representantes da Apufsc debate reforma administrativa e retorno ao presencial

Em encontro virtual nesta quinta-feira (2), presidente do Sindicato destacou questões fundamentais que atingem os docentes da UFSC

O Conselho de Representantes da Apufsc-Sindical, em reunião realizada por videoconferência nesta quinta-feira, 2, trouxe para o debate questões relacionadas à reforma administrativa e ao retorno às atividades presenciais na universidade.

No encontro, o presidente do Sindicato, Bebeto Marques, reforçou as ameaças que a reforma administrativa traz para os direitos dos servidores. Em parecer nesta semana, o relator da proposta deputado Arthur Maia (DEM-BA), decidiu manter a estabilidade a todos os servidores, mas com previsão de demissão de novos entrantes em caso de avaliação de desempenho insuficiente, reduzindo também benefícios especialmente de setores como educação e saúde. A previsão é de que a reforma seja votada até a metade do mês de setembro.

Na reunião da Apufsc, foi reiterada a importância da mobilização dos professores para barrar a proposta.

:::: Acesse ferramenta da Apufsc e pressione os parlamentares contra a PEC 32.

As preocupações com o retorno às aulas presenciais também foram debatidas nesta quinta-feira. A Apufsc vem atuando diretamente para que haja transparência e envolvimento com a comunidade universitária nesse processo. Nos últimos meses, o Sindicato promoveu uma live com uma análise e levantamento sobre as condições de trabalho necessárias para a retomada das atividades presenciais na UFSC e se reuniu com a reitoria da UFSC, para tratar sobre o assunto.

A reunião do CR da Apufsc também abordou outros temas, trazendo esclarecimentos sobre os planos de Unimed da Apufsc e sobre eleições para renovação do CR, que estão em andamento no momento. Além disso, também houve a discussão sobre a filiação sindical nacional da Apufsc, em um debate que será retomado.

Imprensa Apufsc

Compartilhar