Publicada nomeação de Irineu Manoel de Souza como novo reitor da UFSC

Decreto foi publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira, dia 5

Um dia após o término do mandato de Ubaldo Cesar Balthazar na Reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o Ministério da Educação (MEC) publicou no Diário Oficial da União (DOU) nesta terça-feira, 5 de julho, a nomeação de Irineu Manoel de Souza como reitor. O decreto pode ser acessado aqui, e foi assinado pelo presidente da República.

Na universidade, o clima era de apreensão desde a última semana em relação à nomeação. Na reunião do Conselho Universitário (CUn) da última terça-feira, dia 28, Ubaldo demonstrou preocupação:  “O que a gente quer evitar é o cenário de insegurança que gera angústia em muita gente. Nós temos uma chapa eleita, que está organizando sua equipe pra começar no ponto certo, porque nosso mandato vai até dia 4 de julho. Em princípio, no dia 5, já deveria ser o Irineu o reitor. Enfim, nós estamos aguardando”.

Duas notas oficiais conjuntas, assinadas pela gestão em exercício e a eleita, chegaram a ser publicadas dizendo confiar na nomeação. Mesmo assim, o CUn já estava pronto para ser convocado de maneira extraordinária para tomar decisões caso a publicação não fosse feita nesta terça.

A preocupação é justificada. Desde o início do governo Bolsonaro, desrespeitar lista tríplice na nomeação de reitores de universidades federais tem sido comum. Conforme levantamento feito pela Folha de S. Paulo no ano passado, Bolsonaro desconsiderou o primeiro nome da lista tríplice em 40% de nomeações para reitor de universidades federais até 2021. Por isso, o receio da comunidade acadêmica da UFSC em relação ao assunto.

Irineu Manoel de Souza e Joana Célia dos Passos venceram a consulta informal para a Reitoria da UFSC, realizada pela Comeleufsc em abril. A chapa Universidade Presente, composta pelos dois, obteve 57,69% dos votos válidos no segundo turno.

O resultado da consulta foi confirmado pelo CUn, que no dia 2 de maio elegeu, em reunião aberta, os nomes que formaram a lista tríplice para reitor e vice-reitor. No total, 62 conselheiros participaram da votação que nomeou Irineu Manoel de Souza e Joana Célia dos Passos como primeiros colocados.

A partir de então, iniciou-se um processo de articulação junto a parlamenares catarinenses para que a nomeação fosse garantida. A chapa eleita se reuniu com senadores catarinenses para conversar sobre o assunto, e também esteve no Fórum Parlamentar Catarinense.

Nova Reitoria

Irineu Manoel de Souza é o atual diretor do Centro Socioeconômico. Ingressou na UFSC em 1974 como servidor público na carreira administrativa, tendo dirigido o Departamento de Administração Escolar e o Departamento de Recursos Humanos da UFSC. Em 2010, ingressou por concurso no magistério público federal. Irineu é  mestre em Administração e doutor em Engenharia e Gestão do Conhecimento. Lotado no Departamento de Administração do Centro Socioeconômico (CSE/UFSC), exerce a docência na graduação e também na pós-graduação em Administração. Por sua trajetória como estudante, técnico-administrativo e professor, Irineu acumula um conjunto de experiências e conhecimentos sobre a realidade da UFSC que se soma a uma formação sólida como gestor e pesquisador da administração pública.

Joana Célia dos Passos é a atual diretora do Centro de Ciências da Educação. Professora há 39 anos, sendo 29 no ensino superior, Joana é mestra e doutora em Educação pela UFSC. Exerce a docência no Departamento de Estudos Especializados em Educação e nos Programas de Pós-Graduação em Educação (PPGE) e Pós-Graduação Interdisciplinar de Ciências Humanas (PPGICH). Joana tem experiência na concepção e execução de políticas públicas para a educação, tendo coordenado a formulação de políticas de educação de jovens e adultos para trabalhadores(as) rurais (CUT e Ministério da Educação) e atuado como consultora da Unesco e do PNUD na formulação de políticas de EJA. As relações raciais na América Latina foram o tema de seu pós-doutorado na Universidad Autónoma de México (UNAM). Tem grande experiência com movimentos sociais e participação importante nas lutas antirracistas e feministas. Como Irineu, também tem experiência na gestão e participou da criação da Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades (SAAD) da UFSC.

Imprensa Apufsc

Compartilhar