Chapa eleita à Reitoria da UFSC busca apoio político para nomeação

Irineu e Joana já dialogaram com os senadores Dário Berger (PSB) e Esperidião Amin (PP) e têm reunião agendada com o Fórum Parlamentar Catarinense, em Brasília

Em boletim divulgado na segunda-feira, dia 16, Irineu Manoel de Souza e Joana Célia dos Passos, que formaram a chapa Universidade Presente, eleita para a Reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) na consulta informal e nomes mais votados pelo Conselho Universitário (CUn) para formar a lista tríplice enviada ao Ministério da Educação (MEC), informam que estão em contato com parlamentares federais catarinenses em busca de apoio à nomeação.

“Entre os diálogos, destacamos aqueles com os senadores Dário Berger e Esperidião Amin e o agendamento de reunião com o Fórum Parlamentar Catarinense, presidido pelo deputado Darci de Mattos. O encontro está marcado para 25 de maio, em Brasília, e deve reunir toda a bancada. No mesmo dia, os eleitos devem se reunir com a Comissão de Educação da Câmara dos Deputados. Nesta semana, serão intensificados os contatos com outros parlamentares, inclusive os deputados estaduais”, diz o boletim.

O informativo explica ainda que Irineu e Joana tiveram acesso à resposta enviada na sexta-feira, dia 13, pela UFSC às perguntas enviadas pelo MEC por ofício no dia 10. A resposta, segundo a chapa, apresenta em detalhes o processo de escolha dos eleitos noCUn, que respeita integralmente as orientações constantes da Nota Técnica 243/2019/CGLNES/GAB/SESU/SESU sobre o tema. “O pedido de informações do MEC pode ser meramente burocrático ou pode pretender sinalizar resistência do governo federal à nomeação dos eleitos. É preciso permanecermos atentos e atentas aos próximos passos do governo”, finaliza o boletim.

Até o dia 3 de julho, o presidente Jair Bolsonaro (PL) deve indicar os ocupantes dos cargo.

Imprensa Apufsc

Compartilhar